O líder também falha



Ser líder dentro de uma empresa, associação, igreja, entidade de classe ou qualquer organização social é um posto muito almejado nos dias atuais.

Nesse momento é necessário fazer uma reflexão sobre quão preparado está tal pessoa que ocupa esse posto de destaque. Preparo de estudos, de leitura, de experiência, de estado emocional, de relações humanas, de entender que a partir do momento que chegou nessa posição sua missão passa a ser dupla, a de cuidar de outras pessoas, e mais, muito mais do que isso, de se cuidar, de ser seu autolíder.

Líder não precisa prever o futuro, mas precisa entender o que está acontecendo no momento presente, dessa forma antecipando, para que o futuro não seja o caos.

Vamos imaginar um poço de água, essencial para matar a sede de diversas pessoas, um balde e uma corda de sisal que amarrada ao balde este retira a água do fundo do poço. É importante saber que toda corda (de qualquer material) é o conjunto de fios torcidos juntos que formam uma peça resistente (www.dicio.com.br/corda). Vamos assim manter o foco na corda; forte, resistente, que levanta o peso da água no balde.

O poço e o balde, não teriam função alguma sem a corda, ou em qualquer situação, a falta de um deles anularia o motivo da existência do outro naquele ambiente, ou seja, a água estaria lá no fundo, de forma a não cumprir o seu papel, matar a sede.

Agora imagine, que no entra e sai do poço, a corda comece a se desgastar, a sofrer com as ações do tempo e um fio se rompa, apenas um fio, e nada é feito, nem a corda é trocada. Que diferença fará no subir e descer do balde carregado com água? Aparentemente nenhuma. Porém acontece que a partir desse momento os fios que continuaram inteiros e entrelaçados passam a realizar maior esforço, esforço não estimado para tal peso, e um a um vão se rompendo, até que em um momento no meio do caminho com o balde cheio de água, entre o fundo e a borda do poço, a corda se rompe, e o balde cai no fundo do poço.

Saber o dia e horário que isso iria acontecer não é possível saber, mas saber que alguma coisa não estava bem é possível sim, e é nesse momento que o papel do líder é essencial.

Se atentar que algo não vai bem diante dos seus olhos, que alguém que faz parte da sua equipe de liderados está com problemas, entender que diferente da corda, fria e sem vida, o ser humano precisa ser escutado, precisa ser acolhido, precisa ser entendido, antes que algo de extremo aconteça, e como aconteceu com a corda, pouco a pouco foi perdendo força até o dia que se rompeu, esse é o papel do líder, estar junto, não deixando que o pior aconteça.

Não se preparar, não se qualificar, não conhecer de comunicação e relacionamento, não conhecer sobre comportamento humano, são fatores cruciais que levam o líder e toda sua equipe ao fracasso.

Ser líder vai além do status, ser líder é gostar de cuidar de pessoas e mais ainda, cuidar de si. Ser líder não é prever o futuro (até mesmo porque eu não acredito nisso), mas antecipar o futuro, entendendo o que está acontecendo no presente, evitando assim que o caos aconteça.


Tudo bem, em alguns casos o líder também falha, mas para o bem de todos, é melhor que não!


Armando Di André Comitre Rigo
Provocador de Ideias e Atitudes
www.armandocomitre.com.br


Para palestras e atendimento de Coaching ligue: (13) 98191.4350



Comentários
* O e-mail não será publicado no site.